segunda-feira, junho 17, 2013

Pedras

 
 
 

sábado, dezembro 03, 2011

Malmequer, bem-mequer, muito, pouco, nada...

O Ar (lindo) é um colega generoso e solidário. O Blog que diariamente atualiza é a prova de que está disposto a gastar as pontas dos dedos com o que lhe vai na alma e nos neurónios, a bem da informação e do espírito crítico. De há um tempo que ressalta dos seus escritos uma preocupação genuína com a propalada reforma curricular. A questão não é de somenos, as coisas vão piorar para a classe e o desemprego vai bater ainda mais forte nos jovens professores. Soares, com o faro político que todos lhe reconhecem, pressente que o coelho que saiu da moita em Portugal não conta quando o assunto é caça grossa. Por isso, diz de Merkel o que os sportinguistas dizem dos árbitros. Acontece que Soares não vota para Merkel. Bem pode apregoar que deveríam fazer dinheiro, emitir eurobonds... comprar isqueiros! (isto Soares não disse, isto é mais para outra cor que não o rosa). Quem vota para Merkel quer que Soares, a moita e o coelho vivam de acordo com o que produzem (chamam-lhe disciplina orçamental) e na próxima Cimeira (o última) o que irá ficar claro é que eurobonds e boa moeda (aquela que nos permitirá continuar a meter combustível se o Irão se incendiar) talvez venham a acontecer, caso os Estdos membros percam soberania e aceitem as regras de contas sem dúvidas e sem dívidas. Entretanto, enquanto os cravos estão à beira da crise, Soares vai despetalando o malmequer para nos fazer crer que a Cimeira poderá acabar em "bem-mequer". É importante que os políticos de referência transmitam otimismo, mas convém não abusar... Nenhum político alemão vencerá eleições se à cabeça prometer pressionar o BCE para "fazer dinheiro", nem sequer essa ideia passa verdadeiramente pela cabeça de Soares...

quinta-feira, novembro 10, 2011

Fui-me encartar.

Fui-me encartar
O Sócrates que a França tem (nem eles sabem a “beautiful piece” que arranjaram) roubou-me a carta de condução. Com o exame marcado para hoje, lá fui encartar-me à quinta-feira. A “inxaminadora” amontou-se na coisa, “acintou-se” com repelão, e, no lugar do pendura, acintosa, lá fez pela vida e pelos oitenta euros que paguei para além do que qualquer pessoa terá de pagar aos 50, 60, ...65, 70 anos e por aí fora… para renovar a papeleta.
A princípio assisti-a com a simpatia que o tamanho do cambalacho me pareceu aconselhar. Depois, rotunda aqui, pisca ali, fui começando a pensar no gasóleo gasto (a viatura foi a minha, limpa e polida de acordo com o solicitado pelo IMTT), no tempo perdido e na entoação de comando da acompanhante. Enquanto tomava um semáforo encarnado olhei de soslaio a putativa “juíza” e perguntei:
- Então o diretor do IMTT ainda não foi posto na rua?
Ela, com o espanto pareceu-me à beira de abrir a porta e sair, mas não: abriu o vidro e com ar renovado –o de fora- e reprovador –o de dentro-, perguntou:
- Porquê?!!
- Porque avisou umas pessoas por carta e outras não… se calhar faltou-lhe o cuspo para o selo!...
- Isto é-se preso por ter cão e por não ter! Então não sabe que começaram a reclamar quando as pessoas falecidas começaram a receber cartas!!?
- Quem? Os mortos?
- Não! As famílias! Vire na próxima à direita, vamos para o estádio!
- Então e o diretor do IMTT para não ter que exumar os corpos decidiu não mandar mais cartas? Foi isso?!!
- Você parece que está brincar com isto! Oh! Senhor encartado, então só conduz com uma mão no volante? Isso não dá segurança…
- Depende, se tiver que utilizar o motor para segurar o carro estou em vantagem!
- Cada coisa é para a sua coisa! Olhe o pisca!...
- Sim, sim… sim… é que eu ouvi dizer que isto foi tudo um grande negócio para as escolas de condução e que entalaram 60 000 pessoas, entre elas, eu!!
- Vamos voltar ao local de estacionamento, junto à Escola! Siga, em frente, em frente.
- Ok… “OKei”!..
- Pare junto ao carro da frente, faça marcha atrás, estacione… Olhe o pisca...
Desligue o motor e pare em posição de segurança!
- Será que ele vai continuar como diretor, ou vai mesmo para a rua?
- Tenha um bom dia!
- E a carta?!!!
- Não se preocupe, irá recebê-la em casa!
Tudo isto seria divertido se não tivesse presenciado o drama de um homem a quem multaram em 250 euros e que está obrigado a fazer exame de motociclo, automóvel e trator. Só o exame do trator são mais 250 euros e terá de levar o seu próprio trator do local de onde vive (na serra) para junto ao estádio de futebol na cidade. Para além do mais, o homem, com dificuldades económicas, estava nervosíssimo com a situação… Imagino o que este desgraçado tem filosofado naqueles campos com a enxada na mão cada vez que pensa que alguém, de má-fé, o tramou e que nem sequer pode reclamar porque não sabe a quem… A bandidagem sempre foi exímia em extorquir o povo...

sexta-feira, junho 10, 2011

domingo, maio 08, 2011

Mana, Ata-me!

- Mana, ata-me!
- Então agora és masoquista?






- Nã senhora! Não tenho é tempo para actualizar os meus blogs e pelo facto peço desculpa aos habituais seguidores e aproveito para os informar que estou nesta rede que, sendo mais interactiva requer muito menos tempo. Os blogs, principalmente o que é dedicado aos mais novos, irá sendo actualizado na medida do possível. Obrigado a todos os que me acompanharam nestes cinco anos de blog.

terça-feira, março 29, 2011

Rotunda Sunlight

Para quem vê Quarteira como um grande parque de estacionamento de auto-caravanas e supõe que não existe visão de futuro para além desses bairros de lata com rodas, eis a novíssima rotunda Sunlight.

segunda-feira, março 28, 2011

Os tó-tós da ADD

Com a notícia de que iria ser suspenso o modelo de Avaliação de Professores (e vai mesmo), a Ministra e Sócrates aproveitaram para insinuarem que os malandrecos queriam ficar outra vez sem serem avaliados. Por aí, nem pingo de surpresa! O que sinceramente me surpreende é que os professores ainda se entusiasmem e não percebam que "vira o disco e toca o mesmo". Há mesmo - entre professores - quem acredite que passará a ser avaliado pela IGE (como se os inspectores se reproduzissem à velocidade dos coelhos de António Silva). Lamento, mas continuo convicto que continuam a distrair-nos deliberadamente para que não olhemos para questões mais sérias como o vencimento e a aposentação. Eu, se fosse avaliador, faria uma proposta sensata aos avaliados que solicitaram observação de aulas...

segunda-feira, março 21, 2011

O Fado...

O meu senso e a minha experiência empastada já me tinham ditado este fado...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...