sexta-feira, janeiro 05, 2007

Ano Novo, Escola Velha.

Depois de ter passado os olhos por alguns manuais do 1.º Ciclo, verifiquei que a desgraça está mais junta que a areia. Uma tristeza. Claro que os professores podem sempre dispensar os manuais, mas um bom manual ajuda muito, especialmente em escolas em que os espaços para as aulas são o deserto que todos conhecemos.

E andam os professores a perder uma infinidade de horas com papelinhos do leite e da bolachinha, com planificações que prevêem a hora do chichi e com projectos e mapinhas do có-có (espero não encontrar hoje nenhum seguidor de Sigmund Freud). Esta tralha, proveniente de cabeças obtusas, para além de fazer perder tempo, tem o mérito de ir enovelando os neurónios, mesmo daqueles que aspiram a pensar sobre o modo e o tempo. Tretas lisboetas!


A história dos manuais, descontando as editoras e o dinheiro que fazem, é uma história cuja moral ignora especialmente a qualidade de ensino.

Haverá desculpa para enormidades como as que constam nos manuais de Matemática, em que os exercícios propostos para trabalhar o algoritmo da subtracção com empréstimo, incentivam a ignorância no domínio do sistema de numeração na base 10?

Haverá desculpa para que as tabelas da multiplicação sejam apresentadas de modo a dificultar a compreensão da relação entre multiplicação e adição sucessiva?

Haverá desculpa para a forma como os manuais de Língua Portuguesa tratam a gramática generativa? Se Chomsky tivesse estudado por estes manuais, não teríamos seguramente à disposição serviços de tradução, com capacidade para traduzir palavras, frases e blocos de texto, ou, na melhor da hipóteses, teríamos o "Baixa Vista" em lugar do tão popular "Alta Vista".

3 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Em geral, Portugal tende para a mediocridade. No ensino e no resto. E já dura há séculos esta nossa desgraça...
Já os romanos, quando nos abandonaram, terão relatado que éramos um povo que não se governava nem se deixava governar.
Por que razão é que os manuais escolares seriam uma excepção?
O problema é de fundo e não se vislumbram alterações significativas a curto e médio prazo. Talvez daqui a algumas gerações...
Continuaremos na cauda de Europa, por isso. No ensino e no resto.
Penso eu...
Um braço.

José António disse...

Pois é nilson, o problema é que pensas bem.

SaltaPocinhas disse...

tens toda a razão.
Os manuais são, geralmente, uma miséria.
Por isso lhes dou tão pouca importância...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...