sexta-feira, julho 04, 2008

Amorí

Conteúdo do post recebido por e-mail
Numa prova de acesso à Universidade...





Questão : Interpretar o seguinte trecho do poema de Camões:

"Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói e não se sente,
é um contentamento descontente,
dor que desatina sem doer".

Uma aluna fez a sua interpretação:


"Ah Camões, se vivesses hoje em dia,
tomarias uns antipiréticos,
uns quantos analgésicos
e Prozac para a depressão.
Comprarias um computador,
consultarias a Internet
e descobririas que essas dores que sentias,
esses calores que te abrasavam,
essas mudanças de humor repentinas,
esses desatinos sem nexo,
não eram feridas de amor,
mas somente falta de sexo!"

Segunda consta, foi atribuída a cotação máxima a esta interpretação.

Desatinos da contemporaneidade, digo eu que, provavelmente, já comecei a ficar velho e ainda não dei conta. Por mim cotaria bem a forma, mas menos bem o conteúdo: vejo muito mais nexo no amor com sexo.

1 comentário:

Shakti disse...

Visões de gerações...para ser sincera , gostei...gostei mesmo...

Bjs e bom fim de semana !!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...