domingo, novembro 02, 2008

Pinte o boneco

Dizia-se após do 25 de Abril que o poder se encontrava na ponta da espingarda. O slogan tinha pouco de comovente e felizmente as populares G3 pouco mais fariam que matar às esquinas, tal a tortuosidade dos canos. Não faço a mínima ideia do que se passa hoje nas Forças Armadas, nem vislumbro quanto de armadas estão. Provavelmente não erraria muito se vaticinasse - qual Maya - que qualquer exercito moderno nos apanharia à estalada nas planícies do Alentejo.
A contra gosto, fui metido nas brigadas da Nato no final dos anos setenta e a única recordação que tenho do calvário é que tinha por lá muita gente desmiolada, uns pelos estilhaços, outros sem evidências. Ainda assim, não há volta a dar à força do slogan. Ele continua actual: enquanto os "professorzecos" fazem manifestações, os militares fazem rebeliões. Façam favor de ler:
"Loureiro dos Santos diz ter o dever de alertar os responsáveis para os perigos de uma rebelião nas Forças Armadas". Publico on-line 02-11-08


E os políticos o que fazem? Ora... lançam, à socapa, umas farpas para os jornais a contar que os generais pagam uma ninharia pelas casas em Lisboa, têm salários e pensões de luxo e ainda querem rebeliões. Este Mundo... é 5 estrelas!

1 comentário:

Saltapocinhas disse...

os militares têm muita razão, pois tal como a nós, mudaram-lhes as regras a meio do jogo!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...