quinta-feira, julho 30, 2009

NEE

Ramiro Marques, na sua incansável luta contra o que designa política socratina publica Luís Miranda Correia. Há no título uma ligeira confusão com Miranda Calha. A troca de nomes é de somenos. Porém, a confusão que paira na cabeça de Miranda é que não calha com nada que possa ter a ver com NEE de carácter permanente. Sem afinar esse conceito qualquer discussão sobre o tema será absurda.

Reconheço que consegue identificar um problema grave quando escreve: "A formação inicial de professores foi expurgada da obrigatoriedade da inclusão de uma disciplina de Educação Especial comum a todos os candidatos a professores". À parte isso, o homem mete os pés pelas mãos e refere-se à CIF como se de um instrumento se tratasse. Eu sei que a conversa bate bem, que os professores consideram um exagero a carga burocrática, mas a argumentação utilizada não alarga minimamente o pensamento sobre o problema.




Deixei no Blog Prof Avaliação o seguinte comentário:
Pela prosa só pode ter sido Luís Miranda Correia. Mas há aqui muito desconhecimento e o conceito de NEE de Luís Correia é muito abrangente. Não devemos colocar no mesmo patamar NEE de Carácter Permanente e NEE por dificuldades de aprendizagem ou por factores ambientais de diversa ordem. Há um ponto em que estamos de acordo e que está relacionada com o seguinte: porquê tantos especializados desempregados ou com colocação no ensino regular?

2 comentários:

Saltapocinhas disse...

Boa pergunta!
Quando alguém te responder, diz-me que eu também gostava de saber!!

Edilene disse...

Olá, estou passando aqui para te oferecer um selinho. Passe lá no meu blog e pegue. Bom final de semana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...