segunda-feira, março 22, 2010

Ovelhas cor de rosa...

Tenho um amigo com quem não comunicava há mais de uma década. Por via de uma das redes sociais - O Facebook - encontrou-me (na verdade partilho pequenas coisas na rede; mais que isso parece-me exagerado e inútil) provavelmente pelo "focinho". Utilizo a designação porque o tema foi a Farm Ville. Imaginem! Considerou sensato reiniciar uma conversa parada talvez há 18 anos, enviando-me repolhos e nabos. Claro que eu não liguei patavina aos legumes até ao dia em que me caiu um e-mail cujo conteúdo rezava assim: "Oh Alentejano desnaturado, então tens a quinta numa miséria?!". Para lhe limpar a alma poderia ter descarregado um daqueles software que põe a "Farm" num brinco, mas preferi responder-lhe de forma condizente. Assim enviei de resposta o seguinte: "Oh meu cabrãozinho! Então enviaste-me a porra de um repolho carregado de pesticida e ainda me perguntas pela bicheza?!".
Até hoje! O rapaz não achou a mínima piada e eu, que entretanto fiquei com a culpa aos saltos, dedico-lhe esta foto que agarrei no fim de semana em que estive no Alentejo. Para dourar o momento vai também a dedicatória:
"Se imaginasse que um dia acreditarias em ovelhas cor de rosa que não parem nem cagam, mais cedo teria partido ao teu encontro. Talvez hoje estivesses recuperado. Um abraço daqueles." 


3 comentários:

Aline disse...

Tu és terrível. Ai se és!

Saltapocinhas disse...

e o teu amigo perdoou-te?

José António disse...

Não faço ideia, mas suspeito que as noites mal dormidas, por via do embelezamento da "quinta", o terão tornado mais imprevisível.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...