quarta-feira, março 21, 2007

O dia da árvore



Do que me lembro dos dias disto e daquilo, só posso estar de acordo com quem considera que desses dias, pouco mais vem ao Mundo que um negóciozito, por via da comemoração.


Tirando as passas(salvo seja!) e a cueca azul da passagem de ano, o "aftershave" do dia do Pai, o ramalhete do dia da mãe e o jantar com discoteca do dia da mulher, o que sobra para além dos restos do ossinho especial do Jumbo, no dia do animal?


No dia do Professor, pelo menos um malhado no Porto.


No dia da Mulher, uma imitação dos homens no seu pior;


No dia do não fumador, a cigarrilha em vez do tradicional cigarrinho;


No dia da criança , por causa dos festejos, os petizes pendurados na Escola o dia inteiro.


Escrito isto, tenho de considerar que o "dia da árvore" ainda parece ser o que merece consideração excepcional. É que, felizmente para todos, ficou à partida convencionada a comemoração: Plantar! Plantar! Plantar! Não fosse essa "convenção" e haveria menino a levá-las para casa, com a descontração e estupidez natural de quem leva o pinhal às costas em Dezembro, a propósito do Natal.


Ora bem. Vai daí, convenceram-me a viajar até Vilamoura e, em zona protegida (até quando?), vá de ajudar a plantar choupos brancos e aroeiras.

2 comentários:

Arte por um Canudo 2 disse...

Pelo menos que assim seja, Plantar, Plantar e Plantar....Pode ser que as nossas crianças tenham uma atitude diferente de nós adultos. Para isso, vamos sensibilizando com o plantar e dizer-lhes da impoetância do gesto.Um abraço

pitanga disse...

Vim agradecer a visita ao Pitanga. Legal seu blog! Tem de tudo aqui.

abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...