segunda-feira, março 19, 2007

Os Senhores do Anel

Hoje, enquanto aguardava atendimento num serviço público, reparei que existiam várias revistas, daquelas em que se escrevem coisas verdadeiramente bizarras a propósito de pessoas supostamente importantes.
O que é que eu li na capa de uma delas? Nem mais, nem menos: "João Kléber tem um anel igual a Brad Pitt". Este nome, Kléber, batia com algo que já tinha lido por aí e nem foi preciso folhear, a parceira de espera confirmou-me tratar-se de um apresentador de programa de TV, daqueles feitos para pessoas que acreditam na seriedade de quem lhes telefona a oferecer um serviço de cozinha. As mesmas que acreditam na faculdade que as massagens da Amadora têm para salvar casamentos.
Inicialmente pensei o pior a propósito da saúde mental do apresentador de programa, depois, numa atitude altruísta, ocorreu-me: Coitado! Vou pedir-lhe que ligue para o meu número verde, ou para a Maya (não é a abelha), ou coisa assim. Mas, depois de ler a "notícia", percebi que nada há a fazer, o homem é mesmo assim!
Na verdade, quando reparamos no modo como as pessoas importantes trajam, como se adornam e como evidenciam o poder de compra, começamos a traçar mentalmente uma ténue linha, separando-as das trivialidades próprias do comportamento do povo. Com a exposição continuada a esses conjunto de factos devidamente cozinhados na imprensa especializada, vamos ficando no ponto de embevecimento crónico (o sintoma, na fase aguda, pode levar a que uma pessoa, com aspecto "normal", mande calar toda a família sempre que a estrela aparece na tv). Felizmente que, de tempos a tempos, temos as peixeiradas das Universidades (daquelas em que a mulher do outro, que frequentava lá a casa, roubou as acções ao cunhado para comprar diamantes e ainda ficou com o apartamento da amiga íntima, comprado com o dinheiro das propinas dos estudante) e a generosidade de Monika Lewinsky. Não fossem esses episódios animadores, viraríamos caracoletas. Em boa verdade, se repararmos, as "estrelas", quando se sentem apertadas, revelam o que de pior há em nós (o povo). Mesmo Herman José - um humorista de renome, apaparicado pelo jet set e por revistas de fina flor - esse fervoroso adepto de ironizar com o povo, quando pressentiu que iria desfalecer gravemente, deu-lhe para fazer gemadas na cabeça. Ele, não sendo lá muito crédulo nas crenças do povo, pelo sim pelo não... com uma boa galinha poedeira... quem sabe? Para já a sintomatologia não augura melhorias significativas, mas com o tempo...

4 comentários:

SaltaPocinhas disse...

Aprende-se sempre qualquer coisa nessas revistas...
Mas sabes que esse deficiente mental farta-se de ganhar dinheiro?
É porque há quem goste, eu sei lá (para parafrasear outra "tia")

José António disse...

É verdade salta pocinhas, mas há uma coisa muito injusta. Para tu ganhares para pagar a net é preciso que clikem milhares de vezes na tua publicidade e esses caramelos aparecem na tv a dizer umas asneirolas e atiram-lhes notas para cima.

aflores disse...

No disse que disse, ou melhor...no que para aí se escreve, também li que o Paulo Portas (o tal do partido em que andam todos à cabeçada), usa as mesmas camisas (até ao 2º botão desapertada)que um tal de sexy qualquer coisa...brasileiro, acho eu. Enfim, como se diz na minha terra "paneleirices". :o)

TeTe disse...

Obrigada por ter visitado o meu Blogue.volte sempre.
Eu detesto esse Kleber, e acho o programa vergonhoso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...